Seu chefe pega no seu pé por achar que você não faz nada, sendo que na realidade são as atividades do seu cargo que estão realmente poucas? Ou cabeças estão rolando na sua empresa e você quer mostrar que seu trabalho é importante para não sair?

Ou você simplesmente quer dar a impressão aos outros de que é uma pessoa extremamente ocupada e que sempre está precisando de mais umas 4 ou cinco horas no seu dia? Seus problemas acabaram!

As dicas abaixo irão fazer você passar de um simples estagiário para um Roberto Justus da vida em poucos dias. Confira:

  1. Esteja sempre apressado: dentro da empresa, seja para onde for, ande rapidamente e a passos largos, de preferência com algo na mão como uma pasta ou um monte de documentos. Se possível, quando alguém estiver vindo em sua direção, coloque o celular na orelha e finja estar conversando algo muito importante. Assim, dificilmente te perguntarão para onde está indo e o que vai fazer em seguida, para então te empurrar uma atividade realmente necessária;
  2. Entre na sala já perguntando por tudo: antes mesmo do “bom dia”, abra a porta como se fosse um desses policiais de filme arrombando o esconderijo do bandido, quase que derrubando-a. Em seguida, pergunte a Fulano pela planilha que você pediu ontem, a Beltrano pelos resultados de tal pesquisa e diga ao chefe que entregará uma tal atividade antes do meio-dia. Sente-se em sua cadeira com aparência de esbaforido e só então comece sua rotina;
  3. Fale e leia rápido: pessoas que falam e leem com rapidez ou não tem tempo a perder ou são loucas. Faça de uma forma que pensem que isso ocorre por conta da primeira opção;
  4. Saia mais tarde do expediente: se você chegar muito mais cedo que seu chefe provavelmente ele nem irá notar, pois considerará que é sua obrigação mesmo. Mas se sair bem depois dele dizendo que quer ficar para concluir um projeto urgente ele vai achar que você é uma pessoa totalmente dedicada e imersa em seu trabalho, mesmo se na verdade não for;
  5. Nas reuniões, saia na metade dizendo que tem que terminar algo: use esta tática uma vez e veja o resultado. Se perceber que o gestor aprovou a atitude, use-a vez sim, vez não para complementar seu “plano de ascensão”;
  6. Responda aos emails com poucas linhas: quem é muito ocupado não tem condição de ser detalhista nos emails. Portanto, responda com 3 ou 4 linhas no máximo, usando o mínimo de palavras possível;
  7. Recuse os convites para um cafezinho: assim que vier algum colega seu perguntando se quer tomar um cafezinho na copa ou “área de lazer” da empresa, atrapalhando seu carteado no jogo de paciência, recuse fazendo cara feia, como se ele tivesse interrompido uma transação milionária decisiva para a vida da empresa;
  8. Dê xilique de vez em quando e ponha a culpa no estresse: a melhor hora para fazer isso é quando o setor está em silêncio e concentrado. Ao notar isso, dê um grito dizendo algo como “Caramba, que trabalho complexo! Mas eu tenho que terminá-lo. E vou!”. Dependendo do seu chefe, é capaz dele levantar da cadeira e te aplaudir de pé;
  9. Batuque os dedos no teclado constantemente: isso dará a impressão que você está digitando um documento ou preenchendo uma planilha com dados. Se você acha isso cansativo, existem programas de computador que simulam o barulho de teclas batendo (esse povo pensa em tudo!);
  10. Mensure resultados: toda ação de marketing necessita de medição dos resultados, e como se trata de uma “ação de marketing pessoal”, veja qual a reação dos teus superiores e colegas depois de você aplicar as dicas. Se estão te tratando tal qual um homem de negócios do alto escalão, ótimo, está no caminho certo. Mas se estão dizendo que você está ficando doido e chato demais, então repense o que pode ter dado errado ou mesmo dê uma pausa no plano para voltar num momento mais propício.

O que achou das dicas? Tem mais alguma a acrescentar? Comente!

P.S.: Entendam isso como uma piada ou sátira ao cotidiano do trabalho antes de virem dizer que sou um preguiçoso profissional e estou disseminando péssimos hábitos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *